Aguarde. Carregando informações.
18/10/2016 às 13h14

Partida de goalbol encerra Jogos Paralímpicos de Alagoas


Uma disputa do goalbol, modalidade criada exclusivamente para deficientes visuais, marcou o encerramento da primeira edição dos Jogos Paralímpicos de Alagoas, na tarde deste domingo (16), no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada (Cepa).

Segundo Waler Simões, professor e técnico responsável por introduzir a modalidade em Alagoas, de todos os esportes paraolímpicos, o goalboll é o único desenvolvido para os deficientes visuais. “As outras modalidades foram todas adaptadas”, explica.

No goalboll, a bola tem guizos em seu interior para orientar os atletas. A partida é disputada de olhos vendados por duas equipes de três jogadores, que devem marcar pontos lançando a bola com as mãos em direção ao gol adversário e defender seu próprio gol.

Na parte da tarde foi a vez dos atletas do paravolei entrarem em quadra, com a participação de quatro equipes fechando o evento.
Saldo positivo
Segundo, Claudia Petuba, secretária do Esporte, Lazer e Juventude, a primeira edição dos Jogos Paralímpicos foi muito positiva. “Tivemos a oportunidade de apresentar e divulgar as modalidades desenvolvidas em Alagoas. Acredito que teremos mais participantes e equipes nas próximas edições”, afirmou.

Durante três dias, os I Jogos Paralímpicos de Alagoas reuniu cerca de 120 atletas das equipes da Adefal, Associação Atlética Anthares, ADEFSMIC, Pestalozzi e Uncisal, nas modalidades paraolímpicas e atletismo, bocha, goalball, natação e paravôlei.

Galeria de Imagens

Arquivos