Aguarde. Carregando informações.
06/02/2017 às 12h02

Sistema de Combate a Incêndio e Pânico do Rei Pelé está em fase final


A implantação do Sistema de Combate a Incêndio e Pânico no Estádio Rei Pelé está quase concluída. Seguindo as normas e procedimentos técnicos recomendados pelo Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, o projeto irá trazer maior segurança ao torcedor.

Segundo a secretária Claudia Petuba, a obra foi uma das primeiras ações tomadas pela então recém-criada Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), no ano de 2015. “Logo que assumimos a pasta, solicitamos ao Ministério Público um levantamento das pendências existentes no estádio e entre elas estava a ausência desta importante obra”.

Entre as adequações estão o aumento da altura do guarda-corpo de 90 cm para até 1,30 m, o projeto de sinalização e evacuação, a contenção de setores contra esmagamento e o sistema de para-raios.

"Com a finalização dessas obras acabaremos com todos os questionamentos que ocorrem todo início de temporada esportiva, sobre a possibilidade ou não de o Estádio Rei Pelé receber jogos oficiais. Teremos o equipamento esportivo mais seguro do Estado de Alagoas", garantiu Cláudia Petuba.

A secretária explica que a execução dessa obra é uma necessidade antiga, mas há anos era tratada como um problema, sempre postergada para um futuro incerto. "Hoje, encaramos os problemas de frente; não transferimos nossa responsabilidade nem deixamos para depois. Com a conclusão do sistema, o Trapichão, não terá mais nenhuma pendência. Passaremos à fase de prevenir problemas ao invés de esperarmos que eles ocorram para que algo seja feito", conclui Claudia Petuba

Arquivos